Monthly Archives: Julho 2013

A ENERGIA DOS FELINOS

Não sei quem acredita. Eu acredito piamente.

Achei o texto maravilhoso. Vale a pena ler. De onde peguei, não tinha autoria.

A ENERGIA DOS FELINOS

Os gatos possuem uma conexão com o mundo mágico, invisível. Assim como os cães são nossos guardiões no mundo físico, os gatos são nossos protetores no mundo energético. Durante o tempo em que passa acordado, o gato vai “limpando” a sua casa das energias intrusas. Enquanto dorme, ele filtra e transmuta esta energia. O gato pode, muitas vezes, ficar em lugares com baixa circulação de energia ou Chi vital para poder ativar esta área.

Quem já não presenciou seu gato olhando para o nada, totalmente imerso… Ele certamente vê coisas que não vemos, desde insetinhos microscópicos até seres de outras dimensões. Muitas vezes seu gato vai para um lugar isolado da casa e começa a miar… Não é só atenção que ele quer: é uma espécie de alerta que ele está dando: a qualidade da energia daquele espaço precisa ser melhorada. Nossos problemas, nosso stress diário é absorvido pelo gato. Quando a barra pesa demais e o espaço está muito carregado, não raro o gato adoece.

Claro que o gato não é o único responsável pelo o equilíbrio energético do seu lar, mas ele se esforça bastante. Quando mais harmônico for seu ambiente, menos energia negativa ele precisará filtrar e consequentemente será mais feliz e saudável.

Quando dormimos, nossos corpos astrais separam-se do corpo físico e vão para a quinta dimensão, a dimensão sem tempo e espaço: a dimensão em que estamos durante nossos sonhos. Por falta de treinamento e preparo, na grande maioria das vezes não enxergamos essa dimensão tal como ela é, em vez disso a “mascaramos” e codificamos com nosso conteúdo psíquico e inconsciente. Os gatos muitas vezes nos acompanham nessas viagens astrais ou protegem nosso corpo astral, além de guardar o nosso quarto de espíritos indesejados enquanto dormimos. Essas são as razões pelas quais eles gostam de dormir conosco na cama.

Os gatos também monitoram nossa evolução. Durante sua convivência conosco, eles transmitem informações a dimensões superiores, servindo como radares e transmissores. Além disso, como transmutadores de energia, eles auxiliam na cura, desempenhando um papel semelhante ao dos cristais.

Os gatinhos são professores, eles ensinam a amar. Um amor livre, não submisso, respeitador do arbítrio alheio e das diferenças. Por isso tantas pessoas têm dificuldade de conviver com gatos e os acham “interesseiros”. Primeiro, você tem que conquistar a confiança de um gato. Depois, você tem que aprender a respeitá-lo. Ele vai demonstrar afeto quando realmente estiver disposto, não a hora que você mandar. Gatos emanam amor. Do ponto de vista energético, pessoas que têm alergia a gatos são pessoas que têm dificuldade de deixar o amor entrar em suas vidas.

De acordo com Caroline Connor, se há muitas pessoas na família e um único gato, ele pode ficar sobrecarregado absorvendo a negatividade de todos. É bom ter mais de um gato para dividir a carga entre eles, ainda mais nesses casos.

Se você não tem um gato, e um gatinho de rua aparece em sua vida, é porque você precisa de um gato em uma época particular. O gatinho está se propondo a ajudar você. Se você não pode acolher o gatinho, é importante que você encontre um lar para ele. O gatinho chegou até você por alguma razão que você pode não compreender a nível físico, mas você pode descobrir através dos sonhos se assim desejar. Muitas vezes o gatinho aparece, cumpre sua função e se vai.

Fique atento à forma como os gatos reagem a visitas na sua casa. Muitas vezes eles estão tentando protegê-lo de um campo áurico negativo ou pesado.

Categories: Gatos | 1 Comentário

Gestante e a Toxoplasmose

gravida_barriga_mao

16/01/2012 – Gestante e a Toxoplasmose. Especialista esclarece dúvidas sobre a polêmica enfermidade, conhecida popularmente como a doença do gato.

Gestante x Toxoplasmose

Especialista esclarece dúvidas sobre a polêmica enfermidade, conhecida popularmente como a doença do gato

Conhecida como a doença do gato, a toxoplasmose ainda gera polêmica e muitos mal entendidos.  Por falta de conhecimento muitas pessoas acreditam que mulheres grávidas não podem ter nenhum contato com gatos, como se o contagio fosse simplesmente através do toque no animal.  Grávidas podem sim conviver com seus animais de estimação desde que tomem alguns cuidados, principalmente com relação à higiene, conforme esclarece a Dra Elaine Pessuto, diretora clínica e coordenadora do curso de Auxiliar Veterinário do CETAC – Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia.

1) Por que a toxoplasmose é conhecida como a doença do gato? 

O gato é o hospedeiro definitivo do Toxoplasma. O hospedeiro definitivo é aquele que abriga o parasita até a fase adulta, ou seja, quando ele é capaz de se reproduzir e eliminar no ambiente oocistos (‘filhinhos do parasita”).

Qualquer animal pode ser hospedeiro intermediário (mamíferos e aves) do parasita, pois em algum momento da vida entrou em contato com o agente, se infectou, mas por não ser um gato, o parasita fica vivo dentro dele (na musculatura principalmente), mas não se reproduz. Esses hospedeiros podem ser fontes de infecção para os seres humanos.

2) Como a doença é transmitida? 

Os humanos podem se infectar entrando em contato direto com as fezes do gato, este contato deve ser oral, ou seja, as pessoas teriam que ingerir fezes de gatos, ou manipulá-las, não lavar as mãos e levá-las a boca. Outra forma de contagio é através de carne crua, quando nos alimentamos de pratos de carne servidos crus, pois, o parasita pode ficar em um hospedeiro qualquer na musculatura.

3) Como uma gestante sabe quando está com a doença? 

O obstetra pede exames de sangue que comprovam a doença. Sorologia para toxoplasmose.

4) Quais medidas devem ser tomadas para evitar a doença? 

Não precisa doar o gato para se evitar a doença. Primeiro porque nem todo gato possui o parasita, assim podemos fazer exames no felino para saber se ele é portador, mas mesmo que ele seja, ele será capaz de eliminar os oocistos (‘filhotes do parasita’) no ambiente por 15 dias durante toda a sua vida, ou quando ele estiver com alguma doença imunossupressora como Aids ou câncer. Mesmo que o animal esteja eliminando esta forma do parasita, esta precisa necessariamente ficar exposta no ambiente por mais de 24 horas para se tornar infectante, ou seja, com a capacidade de causar problemas. Todos que possuem gatos sabe que eles são extremamente limpos, não gostam de seu sanitário sujo.  Todos os proprietários de gatos limpam pelo menos 1 vez por dia, assim não dá tempo do parasita se tornar infectante.

5) Quais conselhos daria para quem tem gato e está ou pretende ficar grávida? 

Pedir para que outra pessoa limpe a caixa de areia do seu gato, se não for possível ela deve fazer com o uso de luvas de látex descartáveis e de preferência 2 vezes por dia.

Uma gestante jamais deve ingerir carne crua, nada de carpaccio, kibe cru, carne mal passada, NADA.

http://www.cetacvet.com.br/auxiliar-veterin%C3%A1rio—turma-agosto—presencial/76/default.aspx

Categories: Noticias | Deixe um comentário

Dicas para gateiros

Dicas para gateiros

Categories: Gatos | Deixe um comentário

Gatil

Eu queria…. rs
😀
Categories: Gatos | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.