Monthly Archives: Abril 2013

Garoto de 10 anos se dedica a ajudar gatos abandonados

Por Jéssica Alonso (da Redação)

Evan, um garoto de 10 anos de idade, da Filadélfia, manda cartas e doa dinheiro da mesada para ajudar gatos todos os anos. (Foto: Divulgação)

Evan, um garoto de 10 anos de idade, da Filadélfia, manda cartas e doa dinheiro da mesada para ajudar gatos todos os anos. (Foto: Divulgação)

Uma sucessão de comoventes cartas de um garoto da Filadélfia para a instituição local de resgate de gatos tornou-se viral.

Na sexta-feira foi divulgada a história de Evan, um garoto de 10 anos de idade que adotou um gato, Macha, da agência City Kitties e quer ajudar outros gatos que ainda estão abandonados. Em 2009 ele começou a dar dinheiro de sua mesada para a instituição de resgate com comentários por escrito. As informações são do Huffington Post.

Em sua primeira carta, ele escreve:

“Querida City Kitties,

Meu nome é Evan, tenho 7 anos. E adivinhem só: Eu AMO gatos! Eles são meu animal favorito e eu peguei meu gato na City Kitties também! OBRIGADO por me deixar pegar meu novo gato! Obrigado, City Kitties!

Eu recebo uma mesada toda semana e escolhi fazer uma doação a vocês. Eu adoro que vocês ajudam os gatos a encontrar casas. Eu economizei este dinheiro para ajudá-los a ajudar os gatos.”

Com carinho,

Evan.

De acordo com um e-mail de seus pais postado na internet, a doação de 46,75 dólares que acompanhou a carta levou meses de uma paciente economia. E o que aconteceu após isso foi notável:

“Eu mal posso explicar e não consigo fazer nada a não ser me orgulhar demais. Evan economizou sua mesada por meses e doou 46,75 dólares para a agência City Kitties, a instituição de resgate de gatos da qual nós pegamos nosso adorável (e arteiro) Macha. Ele lhes escreveu uma adorável mensagem. Eles a postaram em sua página do Facebook e a carta tornou-se um viral na internet. Kyle Cassidy cobriu a doação de Evan e sugeriu que outras pessoas fizessem o mesmo. Na última contagem, ele havia sido ‘retweetado‘ (eu não entendo muito disso) 47 vezes. Os bloggers o vinculam a outros blogs. Em horas, City Kitties recebeu mais de 400 dólares em doações e mais doações não param de chegar.

Outras pessoas doaram para instituições no Arizona, Tennessee, Califórnia, Toronto e outros lugares não nomeados, como homenagem ao Evan. Uma mulher em Austin, Texas, gravou um vídeo pedindo doações para o abrigo local de animais e deu os créditos a Evan por tê-la inspirado a dedicar um tempo para isso. Uma amostra de comentário de um dos blogs: “o mundo precisa de mais Evans”. Nós concordamos.

Nos desculpem nosso orgulho! Nós estamos simplesmente extasiados! Bom feriado a todos.

Lisa, Brett e Evan”

No ano seguinte, além de enviar outra carta e a doação, Evan decidiu vender os figos colhidos da árvore de sua casa para arrecadar ainda mais dinheiro para a City Kitties. Durante aquele período, os pais de Evan perceberam que ele sentiu uma afeição especial a um gato chamado Calvin.

Então, com a ajuda da City Kitties, eles planejaram uma surpresa.

Primeiro o pai de Evan lhe contou que Calvin seria adotado e o levou para se despedir do gato. Como a equipe da City Kitties havia suspeitado, Evan perguntou se Calvin iria morar por perto e, quando eles lhe mostraram o novo endereço – o do próprio menino – ele gritou de alegria.

A história continuou circulando até 2011, quando o site Examiner ficou sabendo das boas ações de Evan. Ele conseguiu doar um total de 97 dólares naquele ano. Leia abaixo a carta que acompanhou aquela doação:

“Prezada equipe da City Kitties,

Espero que vocês tenham tido um bom ano! Envio minha doação de Natal anual com esta carta. Eu estou enviando… 97 dólares! Eu economizei muito dinheiro esse ano! Como está o Clark Kent? Espero que ele esteja melhorando! Eu fico tão feliz por pessoas como vocês estarem por aí salvando os gatinhos abandonados do perigo! Eu quero ajudá-los a fazer isso e espero que outras pessoas ajudem também!

Com carinho,

Evan S.

P.S.: nossos gatinhos da City Kitties estão ótimos (menos quando Macha brinca de um jeito estúpido com Calvin e Elsa).”

Em 2012, Evan doou incríveis 110 dólares, quantia que seus pais cobriram para um total de 220 dólares. Na semana passada a carta – sua primeira em letra cursiva – foi compartilhada no Facebook, onde muitas pessoas o elogiaram por suas ações.

“Evan acabou de fazer meu ano de 2012 valer a pena”, escreveu Abigail Herschlaght na véspera de Ano Novo. “Que cara mais INCRÍVEL e altruísta!”

http://www.anda.jor.br/15/04/2013/garoto-de-10-anos-se-dedica-a-ajudar-gatos-abandonados

Categories: Gatos | Deixe um comentário

Gatos não morrem

Gatos não morrem de verdade:
eles apenas se reintegram
no ronronar da eternidade.

Gatos jamais morrem de fato:
suas almas saem de fininho
atrás de alguma alma de rato.

Gatos não morrem: sua fictícia

morte não passa de uma forma
mais refinada de preguiça.

Gatos não morrem: rumo a um nível
mais alto é que eles, galho a galho,
sobem numa árvore invisível.

Gatos não morrem: mais preciso
— se somem — é dizer que foram

rasgar sofás no paraíso

e dormirão lá, depois do ônus
de sete bem vividas vidas,
seus sete merecidos sonos.

De: ASCHER, Nelson. Parte alguma. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

Categories: Gatos | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.